quinta-feira, julho 20, 2006

 

Indignação

Nunca manifestei publicamente a minha indignação pelo facto de um dos meus restaurantes de fast-food preferidos ter aderido às saladas e aos batidos. Homem que se preze vai lá para comer hamburgos, batatas fritas, tartes de maçã fritas, beber algo que se assemelha com uma conhecida bebida gaseificada e, no fim, arrota, solta um ou outro traque e vai-se embora a acariciar a barriga.
Há relativamente pouco tempo, numa das minhas habituais incursões a esse tipo de restaurantes, vieram-me as lágrimas aos olhos enquanto pedia... Não é que agora vendem sopas?!
Enfim, é quase tão ridículo como ir ao Gambrinus e pedir uma sandes de "córatos" e uma "mine".

 

Do anti-jogo

Confesso que não sou propriamente um entusiasta do hóquei em patins, mas reconheço que fico orgulhoso por saber que a selecção portuguesa é uma das melhores do mundo.
No entanto, não percebo a razão de ser destas críticas. Há algum problema em ordenar aos jogadores que não marquem mais de 4 golos contra um adversário para evitar jogar contra a selecção nacional ou contra a selecção espanhola? É óbvio que, para três ou quatro equipas, os campeonatos do mundo são (mesmo) para ganhar, não sendo suficiente o 2.º, 3.º ou 4.º lugar. Ora, é também óbvio que essas equipas façam tudo para chegar à final e ganhar, sendo que a melhor maneira de o fazer é evitar, a todo o custo, jogar contra as melhores equipas numa fase intermédia da competição, ou não? Não estamos propriamente a falar em perder jogos propositamente. Afinal ganharam 4-0...

 

Constatação

Nas telenovelas portuguesas os homens acordam sempre de barba feita e as mulheres devidamente penteadas e produzidas.

terça-feira, julho 18, 2006

 

Procurar casa

Comprar uma casa é tudo menos fácil. Na nossa ingenuidade, pensamos sempre que o melhor é ligar para 3 ou 4 agências de mediação imobiliária, indicar-lhes as características da casa que queremos, o nosso budget e, mais cedo ou mais tarde, a casa acaba por aparecer. No entanto, cerca de 30 minutos após o primeiro contacto, começamos a receber os primeiros de muitos telefonemas diários. Há sempre motivos para nos chatearem: ou é a "oportunidade única" que aparece 7 vezes por dia, ou a "casa mesmo à sua medida" recomendada a milhares de clientes ao mesmo tempo, tudo serve de desculpa para ligar, das 9h00 às 23h00, fins de semana inclusive.
Ando nisto há 3 meses, ainda não encontrei casa, comprei uma bateria nova para o telemóvel e vou acabar por mudar o meu número de telefone. Até já tenho saudades dos inquéritos e do marketing directo de algumas entidades prestadoras de serviços...

 

Uma questão de kunas

Quando a moeda oficial do nosso destino de férias chama-se "Kuna", a melhor maneira de evitar situações embaraçosas é aumentar o plafond do cartão de crédito.
Já agora, com 1 euro podemos comprar cerca de 7 kunas...

segunda-feira, julho 17, 2006

 

Calor

Cancelei a minha inscrição no ginásio. Andar de táxi entre Junho e Setembro tem o mesmo efeito, é mais barato, não cansa e não tem fidelizações anuais obrigatórias (podemos sempre andar de autocarro). Ainda para mais, à medida que os minutos da viagem vão passando e as alucinações - derivadas do calor infernal e do intenso cheiro a gasóleo - vão aumentando, quase que consigo ver uma loira e escultural personal trainer na pessoa do motorista.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Site Meter